Consumo de bebidas alcoólicas provoca câncer? Esta é uma dúvida bastante comum e você vai entender como isso ocorre abaixo.

O organismo humano precisa multiplicar o seu material genético de maneira correta para continuar crescendo e se desenvolvendo. A medida que o tempo passa e envelhecemos, e conforme a pessoa vai se expondo a fatores que atrapalham o equilíbrio dessa multiplicação, aumentam as chances de ocorrer câncer.

Os fatores que interferem no equilíbrio da multiplicação celular são chamados de fatores carcinogênicos. São fatores externos ao qual o indivíduo se expõe e a depender da genética e da dose de exposição, o câncer pode surgir com mais ou menos facilidade. Por exemplo, podemos citar o consumo de alimentos embutidos, como presunto, salame; exposição excessiva ao sol; uso de tabaco que é diretamente relacionado ao câncer de bexiga; sexo sem proteção; entre outros fatores e situações de risco.

Neste ano, pesquisas provaram que o álcool é uma dessas causas diretas de aparecimento de cânceres em diversas partes do corpo, principalmente no sistema gastrointestinal. No Brasil, câncer é a segunda maior causa de mortalidade e, segundo o Instituto do Câncer (INCA), para quem consome álcool, a chance de desenvolvimento de câncer aumenta nos seguintes locais: boca, faringe, laringe, esôfago, estômago, fígado, intestino (cólon e reto) e mama.

E não ache que existe uma única bebida que causa câncer: toda bebida que contém álcool carrega consigo um potencial de danificar o corpo da pessoa que o ingere. O que potencializa o início de um câncer é a dose. Por exemplo: se alguém toma uma bebida alcoólica todos os dias e outro só aos finais de semana – socialmente, quem bebe todos os dias está mais propenso.

O câncer é uma doença crônica, que exige um monitoramento constante do organismo mesmo em quem obteve a cura, pois pode haver recidivas. O tratamento pode ser simples, com a ressecção da parte afetada, ou em outros casos, a parte afetada é impossível de ser acessada, até mesmo pelos medicamentos, dando a condição ao paciente de paliativo. Câncer afeta a qualidade de vida, envolve gastos, desgasta o círculo familiar, câncer leva ao óbito – e muitos desses óbitos poderiam ser evitados com prevenção e diminuição de hábitos deletérios ao organismo.

Além do problema direto, o consumo do álcool expõe o indivíduo a uma série de riscos sociais, como violência moral, física, sexual, vulnerabilidade financeira, destrói a saúde mental, coloca em risco a estabilidade do lar e da família do indivíduo, evidenciando a complexidade da dependência química e mostrando que é necessário apoio especializado no resgate dessa pessoa.

Tratamento do Alcoolismo em Curitiba

A Casa Liberdade, casa de reabilitação de dependência química em Curitiba, pode te ajudar a se afastar do álcool, trazer de volta seu gosto pela vida e sua saúde. Precisa de ajuda ou tem algum ente querido que merece atenção? Nos contate 24 horas, para saber nossa agenda, tratamentos e preços, em (41) 3556-1511, ou no endereço Rua José Boganiko Sobrinho, 360, Piraquara, PR.