05 mar 2019
como se curar do vicio dos jogos

Vício em Jogos: Como Evitar

Os jogos, sejam onlines ou na vida real, fazem parte de uma infância saudável para qualquer criança e para diversão dos adultos. Os jogos podem ser muito benéficos: estimulam a interação com novas realidades, ajudam a desenvolver a criatividade e diversas outras habilidades, podem ajudar na interação social quando a partida é compartilhada com demais pessoas, entre outros pontos positivos nas diversas fases da vida.

O que se vê nos dias atuais é que a carga horária destinada aos games tem se tornado cada vez maior, predispondo crianças e adolescentes ao vício e é claro, refletindo numa vida adulta desregrada.

A Casa Liberdade, clínica de reabilitação em Curitiba, alerta: essa dependência é como a do álcool, do crack, de qualquer outra droga. Os jogos liberam hormônios de prazer, ativam uma via neuronal de recompensa, sendo potencialmente viciantes.

O segredo é o equilíbrio entre tarefas na rotina e isso deve ser imposto pelos pais. O jogo não pode ser a única tarefa de prazer do jovem, também não precisa ser retirado completamente. As tarefas de estudos, como as da escola, devem sempre vir primeiro na rotina do jovem, assim como as obrigações de trabalho e família devem ser prioridade no tempo de um adulto. Se algo nesse equilíbrio entre responsabilidades x prazer estiver deturpado, deve-se pedir ajuda imediata de uma equipe de saúde, pois pode representar um vício em jogos se manifestando.

Como medida protetora, um estilo de vida saudável e que priorize a atividade física, deve ser implementado. Esportes em grupo, principalmente os que desenvolvem a disciplina e resultados, como uma luta, musculação, natação, ajudam o desenvolvimento corporal do jovem e também liberam hormônios de prazer, sendo ótimos elementos para melhorar a qualidade de vida. O mesmo vale para os adultos que precisam aliviar a carga de estresse: o esporte é uma ótima pedida na rotina.

Atividades artísticas, como tocar um instrumento, cantar, pintura, fabricação de artesanatos, oficinas de carpintaria, são outras alternativas de atividades que trazem mais prazer à rotina.

A Casa Liberdade usa de diversas ferramentas para ajudar seus pacientes a se curar do vício. Caso seja necessária ajuda de uma equipe de saúde, estamos à disposição. Ligue em (41) 3556-1511 para consultar nossa agenda, serviços e valores.

01 mar 2019
carnaval consumo de drogas em curitiba

O uso de Drogas em datas festivas: carnaval, ano novo e outros

Os feriados e datas comemorativas, em geral, colocam as metas e planos pessoais em risco. Por exemplo: ser mais permissivo com a dieta no feriado de Páscoa; ser mais “mão aberta” na época do Natal. Ou seja: fazer o que todos fazem, sem questionar o que estão fazendo e se a realidade individual cabe nesse comportamento coletivo.

No carnaval a ideia é curtir a festa, conhecer gente nova, se divertir a qualquer custo. E é aí que entram as drogas. Da tão popular cervejinha a outras drogas ilícitas e mais pesadas, tudo no carnaval parece permitido e quem está deixando ou já passou pelo processo de deixar algum vício, pode ser um período difícil de enfrentar.

A Casa Liberdade, clínica de reabilitação para usuários de drogas em Curitiba, dá algumas dicas para quem está em tratamento do vício ou quem já passou pela reabilitação e precisa ficar alerta para não ter recaídas:

  • Apoie-se em quem você pode confiar: as vezes você pode receber algum convite inapropriado, que o coloque em situação complicada perante a droga, de alguém que não sabe sobre a sua luta. Portanto, recuse com delicadeza e faça programas com a sua família e amigos mais próximos, que sabem que você não pode estar exposto, em hipótese alguma, ao seu vício
  • Peça ajuda se precisar: caso esteja difícil se afastar das festas nesse período, ou das companhias que não te ajudam a superar o seu problema, peça ajuda para alguma pessoa de confiança, seja familiar, amigo ou até mesmo a equipe de saúde responsável pelo seu caso. Antes dizer o que está passando, expor o que te angustia, do que acabar cedendo aos maus hábitos.
  • Programe algo antes que te convidem: te convidaram para uma festa? Para um bloquinho? Perceba que se você já tiver um cronograma seu, algo que se divirta com segurança, como uma viagem com o parceiro(a) por exemplo, é mais fácil enfrentar os dias de folga do que ficar ocioso em casa, vulnerável a acidentes. Prevenir a segurança é o melhor caminho.

Caso precise de ajuda nós da Casa Liberdade estamos aqui para te ajudar, mesmo durante o feriado.

Ligue em (41) 3556-1511 para consultar nossa agenda, serviços e valores.

 

 

 

 

25 fev 2019
tratamento de dependencias quimicas

Tratamento de Drogas em Curitiba: Cada passo a frente importa

Neste texto vamos falar sobre o processo de ir deixando o vício e como cada conquista nesta trajetória é importante.

Primeiro, aceitar que há interferência da droga na sua vida, de maneira negativa e exagerada, já é o primeiro passo para melhorar. Como eu posso entender um problema se eu nem reconheço que sofro desse mal? Portanto, reconhecer, ver com nitidez a vida que leva, é tão importante.

Depois, procurar ajuda. Sozinho ou acompanhado de amigos e familiares, se puder. Procure um apoio especializado no tratamento de vício em drogas. A Casa Liberdade, clínica de reabilitação em Curitiba, conta com a melhor estrutura e corpo clínico para te ajudar a enfrentar os efeitos da abstinência.

Durante o tratamento, coloque pequenas metas para si mesmo, coisas que te faziam bem antes de cair no vício e que hoje você quer retomar o hábito: leitura, se embelezar, fazer um exercício físico, estar em contato com a natureza, assistir a um filme, tocar um instrumento, ou seja: algo que te dê prazer em viver uma vida de qualidade e com a sua cara!

Se você gosta de fazer um exercício físico, pode usar isso como ferramenta para ter um tratamento otimizado. Se gosta de ler, que tal metas de leituras por mês?

E acredite: voltar a sentir vontade de praticar hobbies, de ter relações saudáveis, de cuidar de si mesmo esteticamente, de fazer um exercício físico, são sinais excelentes de progresso!

Não é fácil passar pela reabilitação, mas com a ajuda especializada, com o apoio da família e amigos, fazendo novas e saudáveis escolhas, ocupando o tempo e a mente com atividades úteis, ficará com certeza mais confortável.

Caso precise de ajuda, conte conosco, entre em contato pelo telefone: (41) 3556-1511 para consultar nossa agenda, serviços e valores.

22 fev 2019
drogas na universidade

Universitários e o Uso de Drogas em Curitiba

A entrada na universidade é um momento mais que esperado para jovens estudantes e suas famílias. Tal momento marca, praticamente, o início social na vida adulta, o contato com a formação de um currículo e o início da construção de um patrimônio financeiro.

Não obstante, tal momento também gera preocupação quanto ao uso de drogas. Sim, os universitários consomem mais drogas do que a maioria dos jovens não universitários e adultos em geral.

É comprovado que quanto mais cedo um jovem começar a ingerir uma droga, mais propenso estará à dependência. O início do uso de drogas nesta fase pode se dar por curiosidade, necessidade de inclusão em um novo grupo por meio desses hábitos, alívio do estresse por estar em um novo ambiente, necessidade de anestesiar as mudanças bruscas dos últimos tempos, falta de traquejo com os próprios sentimentos e vontades, sentir que se diverte mais estando drogado, sentir mais facilidade de paquerar e interagir com novas pessoas, entre outros motivos que são particulares de indivíduo para indivíduo.

É importante dizer que muitos jovens saem de casa, do ambiente em que estavam habituados, para cursar a faculdade em outro lugar. Essa mudança afasta o jovem de um grande fator protetor que é a família e os amigos de criação. Além disso, a mudança cultural, dos hábitos de vida do novo ambiente, a falta de memórias e valores positivos, pode deixar o jovem mais vulnerável a se envolver com álcool e outras drogas mais pesadas.

Portanto, fazer uma rotina de visitas a família e a família ir visitar o novo ambiente de seu ente querido, mais intensamente no primeiro ano de faculdade, é essencial para manter o jovem universitário mais seguro. Procurar incentivar a prática de esportes, o desenvolvimento de habilidades criativas, e até mesmo contar com a ajuda de psicólogos e psiquiatras, podem ter um impacto muito positivo na hora mais crítica da mudança quanto a longo prazo.

A Casa Liberdade, clínica de reabilitação em Curitiba, sabe o quanto os jovens podem ser vulneráveis e está disposta a ajudar em caso de necessidade. Quanto antes for detectado e solucionado o problema, melhor para o jovem e sua família. Nos ligue em (41) 3556-1511 para consultar nossa agenda, serviços e valores.

 

 

04 fev 2019
impotência sexual e relação com drogas

Uso de drogas e sua correlação com a impotência sexual

A disfunção sexual masculina é um tabu na sociedade e pode ser caracterizada por falta de libido, falta de ereção ou anormalidades na ejaculação.

Em 1994, em um estudo com homens de 18 a 59 anos, mostrou que 31% deles tinha algum tipo de disfunção sexual, nos mais variados graus. Portanto, a disfunção sexual pode ocorrer em qualquer fase da vida do homem, mais prevalentemente após os 40 anos e aumenta conforme o avançar da idade.

Existem diversos motivos pelos quais um homem pode enfrentar este problema, desde questões emocionais negativas, uso de medicamentos para pressão alta, diabetes, desordens hormonais e, claro, o uso de drogas.

O uso de drogas é apontado como fator desencadeador de problemas sexuais masculinos seja na hora de ter o desejo pela parceira, seja na hora de consumar o ato sexual com a ereção ou também na ejaculação anormal – seja precoce, tardia ou a falta dela.

Principais drogas

Algumas drogas que são mais estimulantes, como cocaína e heroína, dão inicialmente uma sensação de ereção, mas que não consegue ser muito prolongada e o homem acaba “brochando” depois de um tempo. Outras drogas, como o álcool em excesso e a nicotina, podem ser mais depressoras e o homem não consegue sequer ter a libido necessária para o ato sexual.

A Casa Liberdade, clínica de reabilitação para usuários de drogas em Curitiba, cuida de diversos casos em que a saúde sexual foi afetada pelo uso abusivo de drogas.

Além da questão física, quem só encontra prazer na droga, acaba por perder o interesse no sexo, em ter uma vida afetiva saudável, o que pode levar a fissuras irreversíveis em relacionamentos e na vida familiar como um todo.

A disfunção sexual pelas drogas tem cura, começando por parar o ciclo vicioso de consumo. A desintoxicação da droga deve ser acompanhada por uma equipe especializada, que saiba como lidar com a saúde física e emocional do paciente, bem como respeitar as suas necessidades, inclusive as de ordem afetiva e sexual.

Caso você esteja passando por disfunções sexuais, já se questionou sobre os seus hábitos de consumo de drogas? Será que está exagerando e a hora da relação sexual é o reflexo disso?

Tratamento de Dependências Químicas em Curitiba

Entre em contato com a casa liberdade. Atendimento 24 horas. Ligue no telefone (41) 3556-1511.

jovens e as drogas

28 jan 2019
cancer de esofago

Bebidas Alcoólicas podem causar Câncer de Esôfago

Esôfago é o “tubo” que conduz os alimentos e bebidas da boca até o estômago. É um órgão que faz parte do sistema gastrointestinal e que é afetado diretamente pelos hábitos alimentares e qualidade de vida do indivíduo.

Indivíduos que fazem uso abusivo do álcool estão sujeitos a desenvolver, com mais facilidade, um câncer no esôfago. Câncer é uma massa de células que cresce desproporcionalmente em comparação às demais células saudáveis do corpo. São células doentes que se multiplicam mais do que deveriam, podendo invadir todo o organismo e, assim, levar o indivíduo a óbito.

O esôfago, para poder exercer sua função de condução dos alimentos, precisa que não haja nenhum tipo de interferência na passagem da comida. É só imaginar um tubo em que não haja nenhum obstáculo para passagem de comida e outro em que há um obstáculo no caminho: qual dos dois conduziria melhor o alimento? Aquele que não tem nenhuma interferência no trajeto, é claro! E um câncer pode ser este obstáculo e impedir a entrada de comida e líquidos no organismo.

Já se imaginou sem poder apreciar o gosto da comida por não conseguir mais engoli-la? Pois bem, infelizmente, esta é a realidade de muitos que fazem uso abusivo do álcool.

O indivíduo emagrece por não conseguir mais se alimentar, pode sentir dor ao tentar engolir algo, e tudo que ingere acaba vomitando. Seu corpo vai ficando fraco, frágil, sua performance nas atividades do dia a dia diminui.

O câncer mais prevalente de esôfago é o tipo espinocelular. Caso este câncer esteja apenas no esôfago, ou seja, caso não haja invasão de estruturas e demais órgãos (metástase), a cirurgia é a principal saída para cura. O diagnóstico precoce faz toda diferença nesta hora: se há dificuldade para comer, se está passando fome por vomitar tudo que ingere, se está perdendo peso há alguns meses, procure um médico clínico para fazer um exame de endoscopia e um oncologista cirúrgico para avaliar a situação.

Tratamento de Dependentes de Alcoolismo em Curitiba

Caso você esteja em situação de vulnerabilidade quanto ao álcool, a Casa Liberdade, clínica de reabilitação em Curitiba, acolhe e trata usuários de drogas. Não espere para tratar o seu vício. Busque ajuda o quanto antes em (41) 3556-1511. Consulte nossa agenda, serviços e valores.

 

23 jan 2019
tratamento para alcoolismo em curitiba

O álcool na humanidade: de solução a problema | Tratamento em Curitiba

O alcoolismo é uma doença que afeta milhões de famílias em todo o mundo. Anualmente, milhares de pessoas conseguem superar definitivamente o problema. Para maiores informações, consulte a Casa Liberdade, uma casa de recuperação para dependentes de alcoolismo em Curitiba.

O álcool permeia a história da humanidade desde antes de Cristo. Na pré-história, as civilizações antigas fermentavam grãos, como o arroz, a fim de fazer o álcool etílico/etanol, atribuindo-o a diversas funções sociais.

Na Grécia e Roma antiga, fez-se o vinho através da fermentação da uva, fruta muito fácil de ser cultivada nestes solos. As festas eram regadas a grandes quantidades da bebida e o vinho era comercialmente negociado com outra civilizações. A cultura grega, inclusive, possuía o Deus do Vinho, dito Dionísio. Não obstante, apesar da abundância do consumo, já se sabia o quanto o álcool poderia ser maléfico, forçando os governos a colocarem limites para seu uso na população.

Mais tarde, o álcool foi colocado no cenário das ciências da saúde como importante anestésico em cirurgias: não haviam drogas como há hoje e os pacientes sentiam muita dor tanto na operação quanto após ela. O uso do álcool como anestésico foi importante para que se conseguisse realizar as técnicas cirúrgicas e manter o paciente mais confortável até a plena cicatrização. No cenário médico também se descobriu o poder de degermação que o álcool possui, sendo importante na prevenção de infecções de feridas operatórias e traumas acidentais.

Na modernidade, o álcool ainda possui algumas de suas antigas funções sociais e, no que tange a saúde humana, continua a ser um problema. Leis e regras foram impostas aos comerciantes e a quem consome a bebida, como a Lei da Maioridade Penal, que determina o consumo lícito de bebidas alcoólicas apenas aos 18 anos. Não obstante, sabe-se de que não é bem assim que as coisas acontecem e que os limites entre o uso recreativo e problemas de conduta são estabelecidos muito antes desta idade em vários casos.

Apesar de socialmente aceito, o álcool é uma droga, tanto quanto a maconha e o crack o são. Seus efeitos no organismo variam de acordo com o usuário, a quantidade de ingestão e a saúde global do mesmo. Algumas pessoas bebem e não sentem os efeitos entorpecentes, enquanto outras com apenas um copo de chopp já se sentem diferentes. Independentemente, os efeitos cardíacos, renais, gastrointestinais, mentais, acabam ocorrendo, em maior ou menor escala. Beber não é um hábito saudável e pode se tornar um vício, com grandes problemas físicos, emocionais e sociais em quem ingere a bebida e também nas pessoas que o cercam.

Tratamento para alcoolismo em Curitiba

Precisa de ajuda? Consulte nossa agenda, serviços e valores em (41) 3556-1511. A Casa Liberdade, clínica de reabilitação em Curitiba, acolhe e trata usuários de drogas em todos os estágios de uso e dependência.

23 jan 2019
tratamento para dependencia de drogas em curitiba

Drogas como anestésicos: um problema social | Tratamento em Curitiba

A rotina dos brasileiros está cada vez mais frenética, com muitas informações e necessidades a serem cumpridas, seja no âmbito familiar, financeiro ou profissional. Os jovens nunca estiveram tão ansiosos com o futuro, com tantas angústias, manifestando a Síndrome de Burn Out cada vez mais cedo.

As drogas, sejam lícitas ou ilícitas, surgem como uma via fácil de lidar com as tensões do dia a dia, como um anestésico.

O famoso bar da sexta começa a ser frequentado em mais dias da semana. A maconha, antes de uso eventual, torna-se indispensável para suportar as frustrações diárias. Aos poucos, tais drogas mais socialmente aceitas e comuns, acabam sendo o estopim para o uso de outros entorpecentes mais “pesados” como o crack e cocaína. Ou seja: a droga que é buscada para apaziguar os problemas torna-se um problema maior ainda para o usuário, e aquele hábito que parecia estar sob controle acaba por dominar completamente a vida do paciente.

Como medida profilática a adição por drogas, a Casa Liberdade indica a manutenção de hábitos de vida saudáveis, como exercícios físicos, boa alimentação, cuidado com a aparência, manutenção de um lar estável, fazer um planejamento de vida, ou seja: investir o tempo de qualidade em prol de uma vida também de qualidade. Saber a hora de parar, dormir o tempo que for necessário para a regeneração do organismo, tirar um tempo para os hobbies sadios e para convivência familiar são elementos fundamentais para uma saúde física e mental adequadas. Caso seja necessário o uso de algum medicamento como relaxantes e ansiolíticos, a indicação médica deve ser procurada e um acompanhamento psicológico pode ser de grande alívio ao paciente.

De nada adianta diminuir o estresse da rotina mantendo um vício, pois este caminho o afastará ainda mais de seus sonhos, inclusive no âmbito financeiro. Coloque na ponta do lápis a quantia que se gasta com a manutenção de maus hábitos e invista essa quantia em algo que seja realmente importante para você, como uma viagem, a reforma da casa, livros novos, algo que seja valioso para você. Faça uma troca justa com algo que também seja uma recompensa para você, mas com algo que retorne frutos positivos e saudáveis.

Tratamento para Drogas em Curitiba | Dependências Químicas

Em casos onde seja necessário o internamento do paciente, a Casa Liberdade, clínica de reabilitação em Curitiba, acolhe e trata usuários de drogas em todos os estágios de uso e dependência. Caso você identifique sintomas de dependência das drogas, como, por exemplo, não poder ficar um dia sem usar, irritabilidade ou outras manifestações negativas em caso de abstinência de um dia, se sentir bem e satisfeito só se fizer uso de drogas, manifestações física diversas, não hesite em nos procurar.

Ligue para: (41) 3556-1511.

 

 

 

 

 

29 nov 2018
sindrome da dependencia do alcool curitiba tratamento

Síndrome de Dependência do Álcool: Aspectos, diagnóstico, quadros associados e Tratamento

Síndrome de Dependência de Álcool (SDA) é um estado físico e psíquico proveniente da ingestão excessiva e repetida de álcool.

Alguns aspectos são bastante característicos da SDA:

  • Empobrecimento do repertório de vida, em que o padrão de consumo de álcool é cada vez mais repetitivo;
  • Relevância da bebida, em que o sujeito perde a capacidade de sentir prazer com outras coisas, senão com o álcool;
  • Tolerância, quando é necessária cada vez doses maiores de álcool para ter a mesma sensação de prazer;
  • Abstinência, pois que a medida do tempo que vai se tornando mais dependente do álcool para estar bem, a abstinência se torna mais recorrente inclusive em episódio agudos, chamado de delirium tremens. Tais sintomas podem ser: ansiedade, sudorese, náusea, tremores, e até mesmo alucinações severas, convulsões e coma e morte em casos mais graves;
  • Busca de alívio para os sintomas de abstinência, em que o indivíduo logo pela manhã toma uma dose de bebida para aliviar o desconforto de uma abstinência que possa vir a surgir;
  • Compulsão para beber, definido como o ponto central do alcoolismo: perda de liberdade entre beber e não beber, uma falta de controle sobre as suas escolhas;
  • Reinstalação rápida da tolerância após a abstinência em indivíduos que passaram algum tempo sem beber. Isso significa que aqueles indivíduos que conseguem se tratar, ficar longe da bebida por um tempo, ao terem uma recaída, precisam de uma dose muito maior do que a que ingeriam antes para poder sentir prazer com o álcool;
  • Negação: mesmo em fases avançadas da doença e com várias consequências sociais e psicológicas, o indivíduo nega que o álcool seja um problema em sua vida.

Tratamento da Síndrome de Dependência do Álcool em Curitiba

Na Casa Liberdade, clínica de reabilitação de dependência química em Curitiba, pacientes que apresentem estas características são analisados sob três pontos de vista: o físico, dando atenção aos locais onde o álcool mais age, como o sistema gastrointestinal, aspectos neurológicos e os sinais de abstinência; o psicológico, como o nível de irritabilidade, ansiedade, depressão, agressividade, insônia, perda de auto-estima; e o social, o quanto o álcool impactou nos relacionamentos do indivíduo, seja matrimônio, trabalho, estudos, acidentes de trânsito e afins.

Alguns quadros associados também são relevantes de serem analisados, como a ocorrência de delirium tremens, que é uma crise de abstinência severa, com sintomatologia intensa, mais alucinações (percepção sobre algo que, na realidade, não existe) visuais e táteis marcantes, principalmente com pequenos animais e insetos; a alucinose alcoólica também pode ser comum, quando o paciente alcoolizado e até mesmo nos períodos de lucidez escuta vozes que falam mal dele, por exemplo “você é uma pessoa péssima, um lixo”. E por fim, outro ponto que traz muitos problemas ao lar dos que sofrem de SDA, é o delírio de ciúmes dos alcoolistas. Por estar com a vida afetiva completamente atrelada ao álcool, acabou por deixar sua vida conjugal e sexual de lado, e acha que sua companheira(o) o trai, formando uma trama afetivo-patológica em sua cabeça. Se não resolvido, o desfecho pode se dar em separação, violência moral e física e até mesmo suicídio do alcoolista e homicídio da companheira(o).

Entre em contato

Se você se encontra nesta situação de vulnerabilidade ou sabe de alguém que precise de ajuda, nos contate 24 horas, para saber nossa agenda, tratamentos e preços, em (41) 3556-1511, ou no endereço Rua José Boganiko Sobrinho, 360, Piraquara, PR.

 

 

29 nov 2018
viciado em jogos

Troquei o Mundo Real Pelo Virtual

A Organização Mundial de Saúde (OMS) cataloga todas as doenças do mundo, como uma ferramenta epidemiológica importante para as equipes de saúde em todo o mundo. Na catalogação de 2018, a Classificação Internacional de Doenças (CID), incluiu a adição em jogos eletrônicos. Sim, jogar excessivamente, seja online por videogames, é considerado doença nos dias de hoje – uma dependência como a do álcool e demais drogas.

A Casa Liberdade, clínica de reabilitação em Curitiba, recebe pacientes que estão trocando seus convívios afetivos e sociais, deixando suas obrigações de lado e que perdem sua saúde física e mental para manter a realidade nos games ativa.

Segundo o CID, os seguintes sinais caracterizam uma pessoa que tem vício em jogos online ou videogames:

  1. Falta de controle, seja na frequência, intensidade, contexto, duração dos jogos;
  2. Priorização do jogo em detrimento de outras tarefas;
  3. Padrão de inconsequência em relação ao hábito, pois mesmo vendo que as demais áreas da vida estão decaindo, a pessoa ainda prioriza as partidas dos jogos.

Se todos estes critérios são preenchidos, é importante pedir ajuda especializada em dependência.

Vicio em jogos tratamento curitiba

Tudo pode começar como um hobbie, passar para um hábito e então para um vício. Isso pode variar dentro de um ano, com o aparecimento gradual dos três sintomas descritos acima, ou então o vício pode se desenvolver rápido e com sintomas abruptamente severos. E isso também varia em relação a idade: enquanto adultos permanecem por longos períodos de tempo em frente a tela, as crianças estão crescendo em meio a vida digital e estão inserindo a tecnologia em tudo que fazem, não conseguindo viver sem as telas. As crianças usam as telas para jogo por um período do dia e durante o restante do tempo se tornam dependentes da tecnologia de outros modos, podendo desencadear mais de um tipo de mal comportamento.

Ou seja, apesar da adição em drogas ser mais comum na sociedade, culturalmente mais aceita, o vício em jogos eletrônicos vêm crescendo em todo o mundo e é importante que se reconheça o status de doença de jogar em demasia – tanto que a OMS está alerta para a situação. Pessoas que estão nesta situação passarão por dificuldades para voltar a viver a vida sem os games, terão abstinência, questionam a necessidade da vida real, bem como ocorre no período de afastamento de outras drogas. Por isso é tão importante contar o apoio de equipe de saúde especializada em reabilitação neste momento, bem como apoio de familiares e amigos que ajudem na recuperação da qualidade de vida, dando motivos para o paciente querer se recuperar do vício.

Precisa de ajuda? Nos contate 24 horas, para saber nossa agenda, tratamentos e preços, no telefone (41) 3556-1511, ou no endereço Rua José Boganiko Sobrinho, 360, Piraquara, PR.