O alcoolismo é uma doença que afeta milhões de famílias em todo o mundo. Anualmente, milhares de pessoas conseguem superar definitivamente o problema. Para maiores informações, consulte a Casa Liberdade, uma casa de recuperação para dependentes de alcoolismo em Curitiba.

O álcool permeia a história da humanidade desde antes de Cristo. Na pré-história, as civilizações antigas fermentavam grãos, como o arroz, a fim de fazer o álcool etílico/etanol, atribuindo-o a diversas funções sociais.

Na Grécia e Roma antiga, fez-se o vinho através da fermentação da uva, fruta muito fácil de ser cultivada nestes solos. As festas eram regadas a grandes quantidades da bebida e o vinho era comercialmente negociado com outra civilizações. A cultura grega, inclusive, possuía o Deus do Vinho, dito Dionísio. Não obstante, apesar da abundância do consumo, já se sabia o quanto o álcool poderia ser maléfico, forçando os governos a colocarem limites para seu uso na população.

Mais tarde, o álcool foi colocado no cenário das ciências da saúde como importante anestésico em cirurgias: não haviam drogas como há hoje e os pacientes sentiam muita dor tanto na operação quanto após ela. O uso do álcool como anestésico foi importante para que se conseguisse realizar as técnicas cirúrgicas e manter o paciente mais confortável até a plena cicatrização. No cenário médico também se descobriu o poder de degermação que o álcool possui, sendo importante na prevenção de infecções de feridas operatórias e traumas acidentais.

Na modernidade, o álcool ainda possui algumas de suas antigas funções sociais e, no que tange a saúde humana, continua a ser um problema. Leis e regras foram impostas aos comerciantes e a quem consome a bebida, como a Lei da Maioridade Penal, que determina o consumo lícito de bebidas alcoólicas apenas aos 18 anos. Não obstante, sabe-se de que não é bem assim que as coisas acontecem e que os limites entre o uso recreativo e problemas de conduta são estabelecidos muito antes desta idade em vários casos.

Apesar de socialmente aceito, o álcool é uma droga, tanto quanto a maconha e o crack o são. Seus efeitos no organismo variam de acordo com o usuário, a quantidade de ingestão e a saúde global do mesmo. Algumas pessoas bebem e não sentem os efeitos entorpecentes, enquanto outras com apenas um copo de chopp já se sentem diferentes. Independentemente, os efeitos cardíacos, renais, gastrointestinais, mentais, acabam ocorrendo, em maior ou menor escala. Beber não é um hábito saudável e pode se tornar um vício, com grandes problemas físicos, emocionais e sociais em quem ingere a bebida e também nas pessoas que o cercam.

Tratamento para alcoolismo em Curitiba

Precisa de ajuda? Consulte nossa agenda, serviços e valores em (41) 3556-1511. A Casa Liberdade, clínica de reabilitação em Curitiba, acolhe e trata usuários de drogas em todos os estágios de uso e dependência.